Vale a pena querer ser protagonista na história dos outros?

Quando, no primeiro ano da faculdade, meu professor de Língua Portuguesa José Marinho – um dos melhores professores que já tive – leu o “Se Te Queres Matar” do Álvaro de Campos, dois trechos me chamaram atenção e, até hoje, ficam rodopiando na minha cabeça de tempos em tempos. São eles: Trecho 1 Fazes falta? Ó […]

Compartilhe:
Read more